Parque Estadual Vila Velha

PONTA GROSSA – PARANÁ

Incrível atrativo natural ao lado de Curitiba

O Parque de Vila Velha abriga antigas formações rochosas de grande valor cênico e relevância histórica e natural e é considerado um importante polo de visitação turística e científica nos âmbitos estadual, nacional e internacional. Tombado em 1966 como Patrimônio Histórico e Artístico do Estado do Paraná, o “Conjunto de Vila Velha” é formado pelos Arenitos, Furnas e Lagoa Dourada.

O trabalho visa o desenvolvimento de estudos para estruturação de parcerias no parque, com elaboração de masterplan para o uso público, identificação de oportunidades relacionadas aos atrativos existentes e potencialização de novas atividades e usos, propondo uma reestruturação da dinâmica de visitação com novos núcleos de atrativos que compõem roteiros diversos.

Localizado na região dos Campos Gerais, no município de Ponta Grossa, o PEVV dista 20 km do mesmo e 90 km de Curitiba. De fácil acesso, está às margens da Rodovia BR-376 (trecho Rodovia do Café), no km 515.

A visitação dos Arenitos é o principal atrativo – uma trilha com trechos de diferentes características permeia as antigas formações. As Furnas são enormes crateras que abrigam uma infinidade de espécies da fauna e flora, repletas de trilhas em seu perímetro, assim como na Lagoa Dourada. Também há a Trilha da Fortaleza, mais extensa e que engloba áreas primitivas.

Uma análise dos atrativos do entorno e sobre os principais elementos que movem o turismo na região do parque nos permite direcionar uma visão de futuro para potencializar sua atratividade, reunindo em um só lugar elementos histórico-culturais, gastronomia local e atrativos naturais.  

Dessa forma, o Masterplan foi elaborado com foco no desenvolvimento de novos núcleos, oferecendo outros roteiros de visitação e agregando experiências diversas aos atrativos já existentes.

legenda: 1) Núcleo araucária; 2) Núcleo CV; 3) Núcleo arenitos; 4) Núcleo fortaleza; 5) Núcleo furnas; 6) Núcleo lagoa.

Cada núcleo tem uma característica que o difere dos outros, tanto pelo tipo de atividades e serviços oferecidos, quanto pelas próprias particularidades do território. Um novo serviço de mobilidade é proposto, por meio de transporte interno e aluguel de bicicletas, facilitando o deslocamento entre os diversos núcleos e oferecendo maior qualidade à experiência do visitante. São propostos novo serviço de alimentação, reforma do Centro de Visitantes, reforma e estruturação das trilhas e mirantes, sinalização e interpretação visual, reforma de museu interpretativo, atividades de ecoturismo, atividades aquáticas na lagoa, dentre outros.